Google+ Followers

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Fugir da vida louca é uma rotina sem fim. Tranquilidade é o que todos procuram em meio ao mar revolto. Muitos aproveitam a onda, enquanto outros se desvaem mutilados sem esperanças de um belo amanhecer após a tempestade. Lutar causa angústia, contudo parece ser mais acessível, só falta coragem e autoconfiança. 
Medo, dor, busca de luz aonde há trevas... Tudo junto sem trégua. Entre solavancos e murmúrios, de repente calmaria. Sensações ilusórias de que tudo correrá bem e que mais uma batalha fora vencida. Orgulho de sí e das habilidades postas em jogo, torna um ser mais capaz, humilde até, e renovado para mais um grande maremoto vital. A única certeza de que se tem é que, de uma forma diferente, acontecerá tudo de novo.

(Junior Stauch - Lendo Entrelinhas)