Google+ Followers

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Será que preciso?

Será que para ser feliz, preciso sofrer?
Será que para ficar, preciso partir?
Será que para tentar, preciso desistir?
Será que para ganhar, preciso perder?
Será que para encontrar-me, preciso perder-me?
Será que para seguir em frente,
preciso virar as costas?
Será que para te ter, preciso desistir?
E para te esquecer preciso lembrar ou para lembrar preciso te esquecer?

                                                              Elisângela Oliveira