Google+ Followers

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Meu egoísmo


Esse meu egoísmo, esse aqui que de vez em quando eu chamo de amor, de te querer só pra mim esse de te querer prender em um abraço. É meu traço mais forte. Forte e terrível. É o que te faz querer ser de qualquer pessoa, menos meu. Então voa, vai! Mais vê se volta depois que descobri que é do meu egoísmo que tu gosta e que esse meu traço mais forte pode se transformar em uma linha bem tênue entre nós. Mas se não voltar esse egoísmo que eu chamava de vez em quando de amor não passará de uma eterna ilusão e a linha jamais será tênue, porque uma coisa aprendi. Deixo livre tudo àquilo que amo para voar, porque se um dia voltar é meu e se não voltar é porque nunca foi.   

                                                                     elisângela oliveira